Após a apresentação da nova geração do Polo, que começa a ser vendido na rede de concessionárias em novembro, a Volkswagen já prepara a estreia do novo Virtus, que nada mais é que a versão sedã do novo modelo compacto. E , o novo presidente da Volkswagen no Brasil, Pablo Di Si, anunciou que a marca irá apresentar a novidade em janeiro de 2018.

O novo Volkswagen Virtus será o segundo automóvel da marca a contar com a plataforma modular MQB-A0 no Brasil – esta base deverá ser usada também em uma inédita picape de porte compacto/médio, para enfrentar a Toro e Duster Oroch, e um crossover compacto para competir com HR-V, Renegade, Kicks e Creta.

Ao que tudo indica, o novo Virtus vai se diferenciar do Polo apenas pelo desenho da traseira, com porta-malas mais volumoso, além das portas traseiras com novo formato.

Outra mudança será o entre-eixos mais longo em cerca de cinco centímetros, beirando os 2,60 metros. De resto, o modelo vai seguir o mesmo acabamento e equipamentos do hatch, com a opção do painel de instrumentos totalmente digital na versão topo de linha, por exemplo.

O novo Volkswagen Virtus vai dispor da opção de motorização 1.6 MSI flex de quatro cilindros, que desenvolve até 117 cavalos de potência e 16,5 kgfm de torque, associado a um câmbio manual de cinco velocidades. Haverá ainda o 1.0 TSI flex de três cilindros, capaz de gerar até 128 cv e 20,4 kgfm, com transmissão automática de seis marchas.

Por aqui, o novo Virtus vai enfrentar modelos como Honda City e se posicionar entre o compacto Voyage e o médio Jetta na linha da Volkswagen. Mais detalhes do novo Volkswagen devem surgir em breve.